segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Espelho de minha alma

Nunca te queixes dos outros, mesmo porque, em nos queixando de alguém, é preciso consultar o próprio íntimo para saber se em lugar desse alguém não estaríamos fazendo isso ou aquilo de maneira pior.
Emmanuel

Emmanuel recordou-me da lição da agulha e da trave, oferecida em O Evangelho Segundo o Espiritismo, de Allan Kardec. Muitas vezes temos a capacidade de sermos detalhistas, eficazes e eficientes na percepção dos mínimos detalhes na conduta daqueles que nos cercam, mas somos incapazes de identificarmos os nossos enormes defeitos.

Por si só, esta lembrança já é um importante convite a sermos mais indulgentes e generosos com o outro enquanto somos mais exigentes para conosco, também relembrando uma das máximas contidas na obra de Kardec.

As lições dos espíritos superiores nos convidam a exercitarmos a caridade, a benevolência e o perdão com relação ao outro e a sermos mais exigentes com relação a nós mesmos para que consigamos construir uma sociedade mais feliz, uma vez que, considerando o tecido social composto de milhões de pontos e relações, a única possibilidade de transformação real de valores é quando atuamos em nós mesmos e servimos como exemplo daquilo que pregamos e praticamos.

Recordei-me ainda de passagem contida nas obras de Joanna de Ângelis que trata do assunto ao nos alertar para um fenômeno chamado espelhamento, através do qual temos a tendência a identificarmos no outro os nossos defeitos. Segundo Joanna, ao nos incomodarmos com um defeito do outro podemos estar, na realidade, repudiando uma forma de agir ou de pensar que nos é característica.

Não sou estudioso da área de psicologia e nem grande conhecedor da alma humana, mas comecei a fazer o exercício de observação de mim mesmo a partir das atitudes dos outros que me incomodam e tenho conseguido bons apontamentos a cerca de coisas que preciso transformar em mim. Acho que é um exercício interessante de ser feito, uma vez que ajuda identificarmos pontos de sombra nossos que precisam ser iluminados.

Para não ficar na abordagem apenas dos pontos de sombra, comecei a tentar identificar em mim as atitudes que me agradam no outro e, via de regra, as identifico como valores que desejo que sejam construídos. Quanto mais encantado fico com a característica no outro, geralmente, maior é o meu desejo íntimo de manifestar-me daquela forma e, portanto, consegui achar uma forma de mapear metas a serem atingidas por mim mesmo.

Não custa dizer que esta técnica de autoconhecimento não trata de entregarmos ao outro a possibilidade de sucesso que temos e nem a culpa pelo insucesso, mas de reconhecermos em nós, através do outro, os pontos que merecem atenção e as aspirações sinceras à construção de valores, fatos que, muitas vezes, temos dificuldade de fazer, uma vez que temos muita dificuldade de olharmos para dentro. É como se ao olharmos para o mundo externo fôssemos capazes de nos reconhecermos, significando-nos através do ambiente que nos cerca.

Construí este entendimento a partir das ideias propostas pelos conceitos da física quântica, da lei de atração e da lei de ação e reação, que indicam para nós que talhamos o mundo a partir do que sentimos, pensamos e fazemos. Por estes entendimentos, nosso entorno se caracterizará conforme nossos sentimentos, pensamentos e ações, ou seja, será um fiel retrato daquilo que somos de fato e, consequentemente, poderemos nos conhecer através de nosso entorno, mas isto é outra história que deixo para um momento mais adequado.

Licença Creative Commons
Espelho de minha alma de C. Guilherme Fraenkel é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Compartilhamento pela mesma licença 3.0 Brasil.
Permissões além do escopo desta licença podem estar disponíveis em http://www.guilherme.fraenkel.nom.br/?page_id=10.


Este artigo faz parte de um conjunto de reflexões diárias que iniciou-se em 05/01/2011 a partir de um presente que ganhei em 2010, uma caixinha cheia de citações (veja o artigo "O importante não é a etiqueta" para mais detalhes)

Você poderá acompanhar todas as citações e reflexões publicadas no WebEspiritismo usando o Marcador “Reflexão diária”. A lista de Marcadores usados está disponível na coluna lateral do blog sob o título “Marcadores”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escreva aqui o seu comentário