quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Bálsamo



Bálsamo
(26/08/3015)

Quando encontrei teu coração partido,
senti-me constrangido!
Conhecendo-te e ao ocorrido,
senti que poderia ter sido comigo...

Como alvos da alheia violência,
é fácil reconhecer esta opulência!
Vitimados nesta existência;
pedimos clemência...

Por ti desidrato.
Solidário ao teu fato;
repudio o distrato!

Indignado;
caminhando lado a lado;
ato a ato;
desidrato...

Pela proximidade entretanto;
recolhi-me em pranto.

Questionando para que tanto;
cheguei ao santo!

Maria jogou-me o manto...

(guilherme fraenkel)

Licença Creative Commons
O trabalho Bálsamo de Guilherme Fraenkel está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://www.guilherme.fraenkel.nom.br/?page_id=10.

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Evoluções



Evoluções
(23/08/2015)

Só agora tive forças para lutar por meu despertar...
Enquanto ouvia as ondas do mar;
senti tuas mãos a me carregar;
mas logo voltei a delirar...

Estafado pela caminhada;
não percebi o desvio da jornada!
As ondas antes à distância observadas,
colheram-me de forma inesperada!

Teus braços devem ter surgido na confusão;
mas fui incapaz de ver-te a estender-me a mão.
Consumido pela busca da salvação,
não ouvi o próprio coração;
perdi-me na arrogante imaginação.

Imantado por teu chamado;
permiti-me ser resgatado!
Chegas-te antes que o quadro fosse piorado...

Arrojado salvamento deve ter sido teu fomento!
Meu alimento para superar tamanho sofrimento.

Desperto,
meu sonho acalento...
Concreto realizar a conquistar;
elemento a se transformar.

Com o olhar a se ajustar,
novo verbo aprenderei a conjugar;
espiritualizar é novidade a quem só queria amar...

Confiar, trabalhar, perdoar.
São lições da cartilha a estudar.

Por isso irmão querido,
hoje te agradeço o resgate amigo.
Minhas pegadas valorizar é lição para quem precisa conjugar o espiritualizar!
Com teu apoio ei lá chegar...

Trabalhar e conquistar;
observar e resgatar;
sustentar e ensinar;
são lições que se constroem no humanizar!

Só então um novo horizonte será possível divisar.

(guilherme fraenkel)

Licença Creative Commons
O trabalho Evoluções de Guilherme Fraenkel está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://www.guilherme.fraenkel.nom.br/?page_id=10.

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Ao Céu



Ao céu
(25/08/2015)

Manancial inesgotável para o sonhador;
Regaço acolhedor do ser voador.
Alguém que não se intimida com as coisas do além.

No manto azul acinzentado,
muitas vezes de branco tisnado,
aprendi a projetar o futuro esperado.
Fonte inesgotável de coisas do bem;
convida sempre a viver para além.

Tendo vivido sempre sob a sua proteção,
jamais me senti preso ao chão!
Vendo no horizonte distanciado sublime ligação,
astrais possibilidades revolvem o sagrado coração,
Sigo radiante minha jornada de construção.

Estas brancas tisnas ensinaram-me a ser camaleão;
já o cinza variado que anuncia o inesperado,
convida sempre a estar preparado!
Pelo azul variado semeio o ouro de muito ser amado.
Sou ser por ti conquistado!

Seguindo sempre sob seu referencial
Escolhi ser sideral...
Momento magistral a ser construído em meu caminho marginal.

Tendo o horizonte como fonte consoante;
caminho sempre tentando o levante.
Sigo adiante, certo de que um dia serei voador viajante.

(guilherme fraenkel)

Licença Creative Commons
O trabalho Ao céu de Guilherme Fraenkel está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://www.guilherme.fraenkel.nom.br/?page_id=10.

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Reconheci tua mão



Reconheci tua mão
23/08/2015)

Hoje reconheci tua mão a sustentar-me o chão.
Não imaginava fosse preciso escorar o rés em prévia ação!

Garantindo-me caminhada segura;
asseguraste-me a extinção da secura!

Imprecisa caminhada,
seria o resultado de minha jornada;
não fosse tua ajuda inesperada!

Cantarolando tuas próprias estrofes,
permitiste-me atravessar minhas próprias catástrofes.

Respeitando meu arbítrio,
contribuíste com meu libertar.
Teu vítreo contribuir possibilitou meu intenso existir!

Cresci e desejei existir!
Com outros agora quero contribuir...
Evoluir é a mim mesmo suprimir para ver o outro sorrir.

Isso contigo aprendi;
agora com outros quero repartir.

(guilherme fraenkel)


Licença Creative Commons
O trabalho Reconheci tua mão de guilherme fraenkel está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://www.guilherme.fraenkel.nom.br/?page_id=10.

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Ao meu inimigo

Ao meu inimigo
(21/08/2015)

Ao opositor que trabalha com tanto penhor;
dedico meu sorriso sem rancor.
De teu furor brota-me valioso rubor.

Forçado a lutar para não sentir dor;
evito o respirar do sofredor.
Empenhado em ser vencedor;
só vejo luzes no final do corredor.

Sou grato a ti, valioso inimigo!
Sigo a valorizar o amigo que comigo insiste.
Se teu olhar resiste,
devo guardar o dedo em riste e oferecer-me a alguém triste...

É certo que amas.
Se hoje o ódio manifestas,
é porque há arestas.
Frestas por onde o vento frio penetra...

A ti oferto o meu melhor agasalho.
Não é quebra galho!
Apenas um atalho a evitar o frangalho.

Olho por nós irmão!
Oro por nós irmão!
Sinto-te em meu coração!
É tempo de redenção...

(Guilherme Fraenkel)

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Obrigado Dia


Obrigado Dia
(20/08/2015)

Fui agraciado com mais um dia a ser vivenciado!
Abençoado legado a ser valorizado...

Dia amado,
quero-te ao meu lado!
Hoje velejarei em teu costado sem ser apressado.

Sustentado pelo possível presente;
hoje sou gerente!
Agente de minha história,
escultor de minha vitória.

Dia amado,
quero-te ao meu lado!
Hoje felicitarei o amigo encontrado,
momento a ser celebrado.

Ciente de teu valente iluminar;
mergulharei insistente para a felicidade conquistar.

Liberto do passado congelado,
sigo o dia empolgante; instante a instante!

Dia amado,
quero-te ao meu lado!
Agora celebrarei o presente consciente;
ciente da saliente oportunidade de fluir por nova vertente!
Nadarei a favor desta corrente...

Vendo o futuro como imprevisível realização da alma,
aproveitarei com calma a emoção do presente coração.

O futuro será.
apenas isso.

Caminhar e respirar com esperançoso olhar é valorizar até mesmo o dia que não me esperou para começar...

Dia amado,
quero-te ao meu lado!
Quero ser por ti conquistado;
inflado à possibilidade de um novo reinado...

Por ti agraciado;
só posso sentir-me muito amado!

Obrigado...

(guilherme fraenkel)

Licença Creative Commons
O trabalho Obrigado Dia de Guilherme Fraenkel está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://www.guilherme.fraenkel.nom.br/?page_id=10.

Eliminando a miséria

Estudando a lei de igualdade, conforme proposta na obra O Livro dos Espíritos de Allan Kardec, deparamo-nos com a informação de que a miséria é construção humana e pode ser erradicada de nossa sociedade. Questionei-me então a cerca dos caminhos para a eliminação deste cenário penoso de vida.

Este estudo foi realizado no Centro Espírita Tarefeiros do Bem, Zona Sul do Rio de janeiro e está disponível em áudio para você.

Gostaria de ouvir sua opinião sobre o assunto.

Referências para aprofundamento

  • O Livro dos Espíritos; Allan Kardec – Parte III - Leis morais
  • O Livro dos espíritos; Allan Kardec – Introdução
  • O Evangelho Segundo o espiritismo Allan Kardec – capítulo XI – A lei de amor
  • A Gênese; Allan Kardec – capítulo XIV

Acesse o webEspiritismo e ouça o Podcast "Eliminando a miséria".

Se preferir, pode realizar o download da reflexão "Eliminando a miséria" para o seu computador clicando com o botão direito do mouse sobre o link e escolhendo a opção salvar.

Licença Creative Commons A obra Eliminando a miséria de Guilherme Fraenkel foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Partilha nos Mesmos Termos 3.0 Brasil. Permissões adicionais ao âmbito desta licença podem estar disponíveis em http://www.guilherme.fraenkel.nom.br/?page_id=10.

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Sacrifícios

O espiritismo nos ensina que ainda vivemos um período de nossas jornadas evolutivas em que é natural o apego à matéria e que temos dificuldade em nos percebermos realmente como espíritos imortais.

Embora tenhamos toda a lei de Deus inscrita em nossas consciências e já aceitemos a ideia da existência de uma potência soberanamente boa e justa que a tudo coordena, carregamos ainda as amarras da visão distorcida a cerca de nossas identidades.

Esta reflexão estuda uma das facetas que emergem desta nossa dificuldade. Por que ainda martirizamos nossos corpos física e psicologicamente em busca da felicidade espiritual?

Através de duas parábolas contadas por Jesus, a parábola dos talentos e a do filho pródigo, busco refletir sobre o que realmente é esperado de nós, espíritos imortais ora encarnados no planeta Terra.

Este estudo foi realizado no Grupo Rita de Cássia da Casa Espírita Cristã Maria de Nazaré, Zona Sul do Rio de janeiro e está disponível em áudio para você. Gostaria de ouvir sua opinião sobre o assunto.

Referências para aprofundamento

  • O Livro dos Espíritos; Allan Kardec – Parte III - Lei de conservação
  • O Livro dos espíritos; Allan Kardec – Introdução
  • O Evangelho Segundo o espiritismo Allan Kardec – capítulo XI – A lei de amor
  • Novo testamento; parábola dos talentos
  • Novo testamento; parábola do filho pródigo
  • O Grande enigma; Léon Denis – Capítulo I – a ideia de Deus
  • A Gênese; Allan Kardec – capítulo XI

Acesse o webEspiritismo e ouça o Podcast "Sacrificios".

Se preferir, pode realizar o download da reflexão "Sacrifícios" para o seu computador clicando com o botão direito do mouse sobre o link e escolhendo a opção salvar.

Licença Creative Commons A obra Sacrifícios de Guilherme Fraenkel foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Partilha nos Mesmos Termos 3.0 Brasil. Permissões adicionais ao âmbito desta licença podem estar disponíveis em http://www.guilherme.fraenkel.nom.br/?page_id=10.