quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

ser do novo milênio

Educar as emoções é a nossa meta; esquecer os que nos ofendem é o nosso dever; trabalhar em prol da Humanidade é a nossa linha de conduta. E o amor é a nossa maior aspiração de vida.
Miramez

Recentemente consegui reconhecer que não faço a menor ideia do que significa a palavra amor e que, consequentemente, muitos de meus conceitos precisam ser pensados com muita atenção.
Quando observo o comportamento de nossa sociedade e, muitas vezes, o meu próprio comportamento; questiono se realmente percebo a educação dos sentimentos como meta, o perdão das ofensas como dever e a dedicação à humanidade como linha de conduta para atingir o amor pleno.

Tenho visto tanta tristeza, dor, sofrimento e dificuldades para convivermos uns com os outros no dia-a-dia que, por vezes, me perco e começo a entrar em um estágio de desesperança. Como se me conformasse com a impossibilidade da felicidade e da plenitude. Talvez por causa disso ainda precise tanto de um planeta em que os extremos apresentam-se de forma tão marcante levando-me a refletir constantemente sobre a necessidade de fazer as escolhas corretas.

Na realidade o que quero mesmo é ser feliz, ser respeitado, não sofrer limitações em minhas ações e viver plenamente junto com aqueles que amo. Acho que todos nós queremos isso; uma vida de paz e tranqüilidade em que estamos sempre de bem com a vida.

É nestas horas que me lembro dos ensinamentos deixados por todos os grandes religiosos de nossa história planetária e das impressões que carrego dentro de mim mesmo que me dizem que a vida não pode ser somente isso. Um planeta belo, mas cheio de desafios a serem superados durante umas dezenas de anos.

Jesus Cristo nos propôs uma idéia diferente. Sugeriu que apostássemos as nossas fichas, ou seja, que dedicássemos os nossos esforços e marcássemos as nossas metas, em uma vida além desta a que estamos acostumados. Ensinou-nos que precisamos desta vida, que deve ser bem vivida, mas sugeriu que só faz sentido se todo o esforço aqui realizado for em favor da vida futura, que a doutrina espírita sugere ser a vida espiritual. Um outro reino, menos material, em que o que realmente conta são os valores morais conquistados.

Neste espaço mais amplo de existência, que considera a realidade espiritual como sendo a principal para todas as criaturas e que sugere que as vivências materiais cumprem um papel muito importante no processo educativo do espírito, que deve buscar educar-se, preparar-se para a felicidade, conseguimos significar todas as dificuldades e desafios vividos, além de percebermos melhor as recomendações deixadas por Miramez.

Educar as emoções, perdoar as ofensas e servir ao coletivo passam a ser caminhos de integração com a realidade divina, percebida em parte por cada um de nós de uma forma muito especial e particular; Caminhos para atingirmos este estágio superior em que o amor é a plenitude dos sentimentos, desenvolvidos a partir dos instintos, das sensações.

Procurar perceber a vida de forma mais ampla, espiritual, significa cultivarmos em nosso dia-a-dia ações, pensamentos e sentimentos que nos levem a um estágio de felicidade e plenitude mais confortável, mais humano e menos material.

Exercitar a tolerância, ser benevolente, indulgente e mais apto a perdoar são receitas frequentemente sugeridas pelos espíritos moralmente superiores para que possamos construir nossa tão sonhada felicidade.

Licença Creative Commons
Ser do novo milênio de C. Guilherme Fraenkel é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Compartilhamento pela mesma licença 3.0 Brasil.
Permissões além do escopo desta licença podem estar disponíveis em http://www.guilherme.fraenkel.nom.br/?page_id=10.

Este artigo faz parte do projeto Reflexão Diária que iniciou-se em 05/01/2011 a partir de um presente que ganhei em 2010, uma caixinha cheia de citações (veja o artigo "O importante não é a etiqueta" para mais detalhes)
Você poderá acompanhar todas as citações e reflexões publicadas no WebEspiritismo usando o Marcador “Reflexão diária”. A lista de Marcadores usados está disponível na coluna lateral do blog sob o título “Marcadores”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escreva aqui o seu comentário