quarta-feira, 29 de outubro de 2008

O Homem Integral e a Mediunidade com Jesus - Parte III

Neste artigo continuamos a explorar um pouco a relação existente entre os conceitos de Homem Integral e de Mediunidade, não tendo o objetivo de ser conclusivos sobre o assunto. Como já disse anteriormente, o principal objetivo é abrir caminho para reflexões a cerca de nossa jornada de aprendizado, sempre, é claro, a partir dos ensinamentos contidos em obras espíritas.

No primeiro artigo da série, O Homem Integral e a Mediunidade - Parte I, falamos um pouco sobre a idéia do Homem Integral e apresentamos a estrutura deste modelo de entendimento.

O segundo artigo, O Homem Integral e a Mediunidade - Parte II, abordou, de forma superficial os processos de formação de nossos corpos de relação, enquanto espíritos encarnados (corpo físico) e enquanto espíritos desencarnados(perispírito)

Neste artigo trabalharemos a idéia do corpo de relação enquanto ferramenta de progresso do Espírito imortal em busca do estado de perfeição proposto por Deus através das Leis Naturais (Kardec, Allan; O Livro dos Espíritos; FEB).

O corpo como ferramenta de progresso

Como vimos até aqui, somos Espíritos imortais, criados em um estado absoluto de simplicidade e com enorme potencial de realização a ser desenvolvido a partir de esforços próprios realizados com o apoio das forças do universo que nos impulsionam rumo à perfeição (Kardec, Allan; O Livro dos Espíritos; FEB) (Xavier, Francisco Cândido; Evolução em dois mundos; FEB).

Em nossa jornada aprendemos a manipular as forças mentais a nosso favor através das relações no mundo material enquanto construímos a consciência de nós mesmos, de nossa destinação e de nosso criador, Deus. Este exercício vai nos capacitando, pouco-a-pouco, a tarefas cada vez mais complexas e que demandam estruturas materiais igualmente complexas.

Todo o mecanismo de formação de nossos corpos de relação (perispírito e corpo físico) é regido, desta forma, por nosso padrão mental, relacionado ao grau de adiantamento espiritual, pelas nossas necessidades de desenvolvimento e pelo apoio oferecido pela espiritualidade superior, que intervém constantemente para que possamos ter as melhores condições de aprendizado. (Xavier, Francisco Cândido; Evolução em dois mundos; FEB). Pelo que vimos até agora; Nossos corpos são ferramentas individuais, especialmente desenvolvidas para que possamos ter o melhor desempenho possível nas relações com o meio em que vivemos.

Através do processo de vivência e aprendizado estaremos constantemente aprimorando nossos corpos de relação, melhorando nossa capacidade de percepção do ambiente à nossa volta e de exteriorização de nossa vontade. Na prática, estaremos desenvolvendo técnicas de percepção, melhorando a capacidade de utilização de nossos corpos de relação e desenvolvendo novas estruturas que apoiarão capacidades em desenvolvimento, além de ampliar o cabedal de conhecimentos e promover o progresso moral.

Como podemos ver em Evolução em dois mundos, por Francisco Cândido Xavier, é através deste processo de amadurecimento que o princípio espiritual constrói estruturas perispirituais cada vez mais complexas que lhes dão condições de experimentar a vida de forma mais profunda a fim de colher novas experiências e material para o processo de aprendizado.

Os estudos de Medicina Espiritual promovidos pelo Grupo de Estudos Espíritas Rita de Cássia e pelo centro espírita Leon Denis entre os anos de 2004 e 2007 nos ensinam que este processo de aprimoramento das capacidades dos princípios inteligentes também se aplica aos espíritos.

Desta forma, entendemos que a capacidade de interação com a matéria, se constitui a partir dos esforços específicos feitos pelo espírito no sentido de melhor perceber o ambiente à sua volta e que, uma vez adquiridos os conhecimentos e desenvolvidas as capacidades, estes passam a fazer parte do infinito repositório de ferramentas disponíveis para alavancar o progresso espiritual em encarnações futuras.

Usamos nossos corpos para perceber o entorno e manifestar a nossa vontade e, durante este processo de interação, recolhemos valiosas informações que nos apontam os caminhos mais adequados a serem trilhados. Naturalmente somos conduzidos a estados morais superiores, movimentados pelo registro físico cada vez mais preciso das conseqüências da manifestação de nossa vontade. È a suprema generosidade do criador, atuando para que todos nós sejamos capazes de auto-desenvlvermo-nos, de construirmos um estado de felicidade inabalável, de descobrirmos os planos superiores para a criação para nós mesmos.

No próximo artigo começarei a apresentar algumas relações estabelecidas entre os mecanismos mediúnicos e todas as idéias até aqui apresentadas. Aguardo a sua opinião sobre o que foi apresentado até agora. Um grande abraço a todos.

C. Guilherme Fraenkel (webespiritismo@gmail.com)
Webespiritismo - www.webespiritismo.blogspot.com
Creative Commons License
O Homem Integral e a Mediunidade com Jesus by C. Guilherme Fraenkel is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Compartilhamento pela mesma Licença 2.5 Brasil License.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escreva aqui o seu comentário